domingo, 21 de setembro de 2008


Eu sei que tudo é só um jogo, mas toda vez você permanece no mesmo lugar. Você não acorda, não se move, se acostuma a viver assim. E insiste em me querer ao seu lado, mesmo quando eu não quero, sabendo que eu não gosto de participar desse seu mundo. Ele não é para mim não, cadê o sentido disso aí? Ficar brincando com a dor, com o amor? Não gosto. Você se introduziu nessa epidemia de fantasiar uma sorte, não quero viver dessa forma tão vaga. Me diz qual a graça?

7 comentários:

Lucas disse...

Interessante.

Só uma dica de amigo, você escreveu MAIS ao invés de MAS aqui:

"Eu sei que tudo é só um jogo, mais toda vez você permanece no mesmo lugar. "

Ótimo texto.

RaaH Ivie disse...

ah obrigada por avisar,já consertei
(:

Mentalmorfose disse...

Texto legal.
tive q ler mais de uma vez para ver se eu entendia... ;x hehe

=*
Mentalmorfose X

jaka disse...

AS VEZES A GRAÇA É A INIMIGA DA PERFEIÇÃO... :P

Thaís Abdala :) disse...

Adorei seu texto, e nem tudo é um jogo ;

Beijão :)

Danilo disse...

Discordo de você, seus textos são cheios de beleza. Um grande escritor consegue ver cenas do cotidiano de uma maneira diferente e você consegue fazer isso. Esse seu ultimo texto é um bom exemplo disso. Muito bom ter te encontrado, encontrado suas palavras ^^

kilder disse...

bom...seu texto é primeiramente um pouco confuso, mas depois ao reler...a gente descobre um monte de verdades escritas sutilmente...entre as palavras! parabens...

Minha lista de blogs