segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Afim de mim (..)


Hoje eu quero andar pelas ruas na madrugada
Quero andar sem pensamentos navegando na cabeça
Sentir o vento tocando meu rosto, sentindo a vida
Não tente me segurar
Não queira me privar
Hoje eu quero andar só
Por aí a qualquer lugar
Nem queira me acompanhar
Hoje eu to só pra mim
É ... Simplesmente eu acordei assim
Quero fugir daqui
Pra onde? Pouco me importa
Mais hoje eu to só pra mim.

3 comentários:

cercada de idiotas disse...

igualmente.
'só pra mim'

Michele disse...

Afim de mim. Eu adorei! Bom seria fazer isso mesmo, tenho vontande, caminhar em uma dia de noite a beira do mar, ah coisa boa, saudades de fazer isso. :)

Junior disse...

hmmm, amei esse poema seu! as vezes sinto assim desse jeito.

Minha lista de blogs