quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

não desistas;


Não consigo compreender como o seu não-querer, insiste em me olhar com este olhar malicioso de quem tenta disfarçar um desejo que está estampado em teu rosto. E tu foges, se embebeda, fuma desesperadamente, como se a fumaça fosse levar junto á ela para dentro de você um sentimento de satisfação que você sabe que não existe, que não vai existir, por que você interrompeu o processo no meio, você devia ter ido até o fim, ficará atormentando por muito tempo se não voltar atrás enquanto é tempo, porque a paixão pode aparecer em qualquer esquina, claro, mas só essas que são fugazes. As paixões intensas, que nos deixa atordoados e que nos faz ter alucinações fortes e prazerosas são raras, meu bem, muito raras. Pra se provar o gosto do mel, dá trabalho; tem que enfrentar as abelhas, porém, o doce sabor é bastante satisfatório.

3 comentários:

Igor Feijão disse...

Bem legal o texto! vc msm q fez??? =D

_____

Apresentaçao da protagonista de Bretânia
http://seriadobretania.wordpress.com/

Fernando marcello disse...

E a vida e mesmo ardua:S

Tatiana disse...

Gostei muito do que li e vi aqui em seu blog!
Voltarei mais vezes!
Um abraço carinhoso

Minha lista de blogs