quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

E assim é.


Talvez nem sempre deva se seguir o coração.
Às vezes é o silêncio que da à resposta(..)ou te deixa em uma ansiedade sem fim.
(..) é uma dedução.
Não sei se é as vezes, ou quase sempre, mais dói ver algo que você sentia que era sólido arruinar-se. Olha ao teu corpo e sente se espalhando e vai ver que tornou – se lágrimas, essas que vem sem avisar, que descem ao ouvir uma música, ao ter uma lembrança ou simplesmente ao sentir um cheiro, lágrimas automáticas pode-se chamar.
È estranho sentir – se assim, uma angústia avassaladora, exagero ou não, sei que sentes assim.
É mistérios que se desdobram entre si, e então me dou conta de que não preciso procurar sentido pra tudo, se eu insisto em procurar simplesmente canso de lidar.
Às vezes é melhor ficar assim, sem compreender, sem entender.
(..)Sei que é difícil esconder, mas mesmo assim tento não evitar.
Talvez seja melhor assim, nem sempre, mais quem sabe dessa vez.

3 comentários:

Fernanda! disse...

Sentimentos seja bom ou ruins tem q colocar pra fora sim, explorar o maximo...Se for sentimentos de angustias, dor, perca, se vc colocar pra fora logo se livra dele.

Lindo texto!

Bjos!

Danilo disse...

Com certeza, as vezes quem nos da a resposta é o silencio.

=**

Thiago disse...

eu diria que quase sempre! Quase sempre é melhor assim!

Minha lista de blogs