sexta-feira, 4 de junho de 2010

Te espero.


E penso em ti, penso tanto, com bastante força, assim como você me ensinou, lembra? Deve estar para fazer uns dois anos, você disse a mim que quando eu desejasse muito alguma coisa, deveria pensar nela com bastante força e com muita fé, que é para atrair tudo àquilo que a gente deseja profundamente, basta não deixar de acreditar. E não importa onde você esteja, acredito em teu conselho e assim penso em ti. Por isso lhe espero todos os dias, pois não desacredito em sua volta e nem em nosso amor em nenhum instante, pois não importa todos os conselhos falíveis daqueles ao meu redor que tentar me fazer mudar de idéia, eu levo comigo a segurança de que você também pensa em mim, com força, é claro. Sei que tu irás aparecer mais cedo ou mais tarde. Te espero, porque sinto imensamente a sua falta, porque tu foi o único que me tocou profundamente, porque tenho necessidade dos teus abraços e sinto desejo pelo teu corpo. Te espero, porquê você me ensinou a te esperar e sei que desde o dia que me deu o conselho, já sabia que ia desaparecer, não me avisou para não me fazer sofrer por antecipação, mas sei que no teu fundo já sentia, tanto que dois meses depois se foi. Partiu sim, porém, sabendo que voltaria. Te escrevo, pra lhe dizer que te espero, com muita saudade e carinho. E que mesmo sem entender o motivo de ter partido com tanta pressa e sem me avisar, haverá uma explicação. Mesmo que todos me achem uma demente, lhe espero, pois tu foste o único que amei verdadeiramente e que para todo o sempre amarei. Te espero, pois sei que se você não voltar, é porque não houve outra forma, mas que está me esperando em algum lugar, em vida ou alma.

4 comentários:

Thaís. disse...

E perante ao verdadeiro amor, a razão perde todas suas forças. Por mais que as pessoas ao nosso redor nos achem bobas de esperar alguém que se foi sem avisar, nosso coração sente completamente de outra maneira. Ele só consegue sentir o verdadeiro. A saudade. E nos faz ficarmos assim, ansiosas pela volta de quem amamos. A volta para nossos braços, de onde nunca essa pessoa deveria ter partido.

E obrigada quanto aos seus elogios lá no meu blog, guria. Depois daquele beijo eles foram felizes... pelo menos até eu escrever mais sobre essa história. Gosto demais dos textos que tu escreves também. Beijos, querida. @pequenatiss.

mais amor, por favor. disse...

Guria que lindo!!!

Paaty disse...

Textos originais, com um toque de personalidade. Parabens, gostei muito. To seguindo, amor!

beijos

Thαlitα :) disse...

Deixei um selinho no meu blog pra vc.

Bj!

Minha lista de blogs