quarta-feira, 4 de março de 2009

Seu olhar, seu desejo.


Ficou sentada em sua cama por horas com seu vestido azul e teu cabelo caindo em teu rosto, ficou ali exatamente com o mesmo olhar, um olhar distante, vezes brilhavam um pouco mais, acho que foram as cenas de romance que lhe passavam pela cabeça, ou os sonhos que ela sonhava e acreditava que ninguém sonharia igual. Mas em instantes ficava inseguros, deve ser a consciência que pesava pela carne fraca, em outros instantes voltavam a brilhar, dessa vez mais intensamente, tinha certeza de que era o desejo que começava a se embrulhar a ela, o desejo que ela sente, no qual ela insiste em insultar, mas que ela não controla, ela não via a hora de tocar na pele, de se sentir por dentro, de se ter prazer. Ela ficou sentada na cama por horas, nessas horas depois, a campainha tocou, pra cama voltou e se entregou.

5 comentários:

Diego Janjão disse...

Se essa história fosse com um cara ao invés de uma mulher,cobraria direitos autorais...
Tô passando por cada coisa,estava igualzinho esses dias...

Parabéns!

Visitem:JaNjÃo ComicS

Cássia Barbosa disse...

Adorei... Muito bom!
Parabéns!

Thyago David. disse...

depois que a campainha tocou,
as coisas melhoraram :)
kkk

Beijos.

Bernard disse...

Vontades.

Junior disse...

melhoram sim, mas nem sempre a campainha toca. q bom q tocou pra ela =p
^^
-Jr

Minha lista de blogs